Como se livrar das mágoas e ressentimentos. Agora! - Como tomar Atitudes Que te Dão Poder
Home / Geral /

Como se livrar das mágoas e ressentimentos. Agora!

Muitos hoje têm o seu potencial diminuído por causa das feridas e dores que as mágoas geraram em suas vidas. A mágoa se dá através de uma palavra falada no momento inadequado, uma ação impensada, ingratidão, a verdade é que quanto mais próximo o relacionamento, mais grave a ofensa.

Você encontrará o ódio mais forte entre pessoas que um dia foram muito próximas. No lugar onde deveria haver aprendizado, proteção, carinho, provisão e crescimento, como lar, escola e igreja em geral são os lugares onde recebemos os golpes mais profundos em nossas almas.

Somente aqueles que você se importa é que podem feri-lo. Você espera mais deles – afinal, você deu mais de si a eles. Quanto maior a expectativa, maior a queda. Não sei dizer de quem é a frase, mas ela expressa o que acabo de escrever: – “Deus me livra dos meus amigos, pois dos meus inimigos eu me livro”.

 Devemos nos surpreender com a mágoa?

A ofensa não deveria nos surpreender. Os homens hoje em dia são mais egoístas do que nunca, cuidam mais de si mesmos, ferindo aqueles que o cercam sem o menor temor. A Bíblia é clara em nos dizer, que nos últimos dias os homens seriam amantes de si mesmos.

Então por que ficar surpreendido. A surpresa aumenta a nossa dor, desta forma, nunca faça nada esperando algo em troca, nunca pense que você ao ajudar alguém, no futuro poderá contar com ela, pois na maioria das vezes você irá se decepcionar. E esta decepção faz com a ofensa domine a sua alma, te fazendo infeliz, triste e sem força para viver. Esta ofensa te envenena.

Ao ser posto diante de uma situação que pode lhe magoar, ou seja, esta situação pode lhe envenenar, porém cabe a você se alimentar desta situação ou não. Se você decidir se alimentar ficará paralisado, amargo e ferino. Mas se você não se alimentar, aquela situação não lhe fará dano algum.

Jesus deixou muito claro que é impossível viver neste mundo e não ser ofendido, no entanto a maioria das pessoas fica chocada, perplexa e surpresa quando isto acontece. Achamos que somos os únicos a serem injustiçados e esta atitude nos deixa vulnerável a uma raiz de amargura.

A raiz é uma parte da árvore que em grande parte está escondida, ninguém ver e percebe. Mas é a raiz que sustenta toda a árvore, é a raiz que nutre e hidrata a planta. A mesma coisa acontece com a amargura e o ressentimento. Ninguém ver e percebe, mas ela está alimentando toda uma “planta maldita” e parasitária, um joio envenenado, que se confunde com o trigo que nos alimenta, a tal ponto que achamos que está tudo bem, temos até mesmo momentos de alegria, mas está raiz de vez em quando nos suga a vida, nos tira o fôlego, nos sentimos pesados, feridos e aflitos e muitas vezes não sabemos o porquê.

Não assumindo a culpa

Às vezes o ofensor sabe que está ofendendo, mas tenta fazer de conta que nada aconteceu, como o “Filho Pródigo”, que ofendeu profundamente ao seu pai, ao pedir a sua parte da herança com ele em vida.

Ele estava dizendo ao seu pai, que ele não era capaz de administrar os seus próprios bens, que ele iria embora, pois a presença do pai lhe incomodava. Apesar de ter ferido o coração de seu pai de forma profunda, o pai não se deixou ofender, pelo contrário, lhe perdoou, e o perdão o conduziu a esperar pelo seu filho.

O filho, no entanto, fez de conta que nada havia acontecido e como desculpa para o seu coração, pensou consigo, que havia pegado o que era seu por direito, que ele queria apenas experimentar uma nova fase de liberdade em sua vida, coisa que no seu entender não seria possível de acontecer dentro da casa do seu pai.

Muitas vezes acontece a mesma coisa conosco, ferimos e ofendemos pessoas, e achamos que estamos certos, que aquela atitude foi à correta a ser tomada, a pessoa ofendida pode até não levar em conta a ofensa, mas acabamos entrando em um cativeiro, onde nos sentimos só, onde as coisas não dão certo para nós, parece que estamos presos em uma armadilha, sem entender o que realmente aconteceu.

 Caindo em si.

Mas da mesma forma, como o filho pródigo caiu em si, precisamos também cair, ao ponto de refletir: – “preciso voltar para a casa de meu pai, eu lhe ofendi, não sou digno mais de ser chamado seu filho, mas ele pode, no mínimo por compaixão, receber-me como um de seus empregados, sendo que seus empregados estão em uma situação muito melhor do que a minha. Levantar-me-ei e irei ter com o meu pai”.

Buscar a reconciliação é o melhor caminho para você que sabe que feriu alguém e sofre por isso, pois quando você cai em si, você se põe de pé e percebe o tamanho de sua ofensa, você percebe o quanto feriu e o quanto magoou, então decide voltar e pedir perdão, mas teu orgulho é grande demais para isto, você não ver saída, então você ouve uma voz que lhe diz: – “só resta a você carregar este peso, esta culpa ou este carma pelo resto de sua vida”.

Todavia quero te dizer que é mentira, é mentira do diabo, você pode se libertar deste cativeiro agora, você pode mudar de vida, esta mágoa pode ser quebrada, o perdão pode ser liberado, o orgulho pode ser abatido, e você pode voltar para ser surpreendido com um novo viver na presença do pai. Ore comigo agora.

 “Senhor Jesus, traz-me a memória a ofensa que eu tenha feito contra alguém:

– Agora lembro que tantas vezes ofendi meu pai e minha mãe, mas ele sempre foi uma pessoa distante, mas Deus eu peço perdão a ti por estas ofensas e agora me levantarei e pedirei perdão a eles.

– Agora lembro que tantas vezes ofendi meu conjugue, mas ele merecia, ele falhou várias vezes comigo, mas Deus eu peço perdão a ti por estas ofensas e agora me levantarei e pedirei perdão a ele (ou a ela).

– Agora lembro que tantas vezes ofendi meu irmão, meu amigo, meu vizinho, por diversos motivos, mas Deus eu peço perdão a ti por estas ofensas e agora me levantarei e pedirei perdão a eles.

Caiu em mim, e percebo o quanto magoei várias pessoas, inclusive a ti, mas me perdoa, tira-me desta situação, pois eu creio em ti, que o teu perdão venha sobre mim agora, aliviando meus pensamentos e me acalmando, para entender que tu já me perdoaste, em Cristo. AMÉM”.


Você está gostando do texto? Para receber informação sobre os próximos textos registre-se abaixo. 

 


Eu sou o ofendido

Agora se você é o ofendido, preste atenção, independente de qual seja o cenário é possível dividir está situação em duas categorias: 1) aqueles que foram tratados injustamente e 2) aqueles que acreditam que foram tratadas injustamente.   Não importa a categoria, o ofendido normalmente tira suas conclusões de informações imprecisas, ou a informação é precisa, mas a conclusão é distorcida. Seja qual for o caso, estas pessoas estão sofrendo e sua compreensão está obscurecida.

Assumindo a mágoa

E uma forma usada pelo inimigo para manter as pessoas presas à ofensa é mantê-la oculta, encoberta pelo orgulho. O orgulho nos impede de admitir a nossa real condição.   Quantas vezes em minha própria vida fui injustiçado no meu entender, ao contar a história para amigos, eles diziam: – fizeram isto com você? Você deve estar muito magoado? Não, eu simplesmente dizia: “Eu magoado, eu ofendido?” e por dentro estava sangrado, e o orgulho fazia com que meu coração se endurecesse, não aceitasse aquela real situação, eu não procurava o entendimento e a reconciliação, pois ao meu entender estava tudo bem,e os meus olhos ficavam obscurecidos para entender a minha real situação, e buscar a cura.

O orgulho

O orgulho faz com que você seja uma eterna vítima, a sua atitude passa a ser: um dia fui maltratada, fui incompreendida, julgada injustamente, não sei por quem e pelo que, mas este meu comportamento é justificado”. Eu posso machucar, porque me machucaram, eu não preciso compreender ninguém, porque ninguém me compreende. E apesar de tudo isto, você se ver como inocente que não precisa de justificação, você se ver como uma pessoa sã que não precisa de remédio ou como justa que não precisa de Perdão.

E devido a esta visão distorcida de você mesma, você não busca remédio ou Perdão para o mal que lhe aflige, para ofensa que ocultamente define todo o seu viver.   Embora a verdadeira condição do seu coração você não compreenda, tal situação não está oculta aos olhos de Deus, só porque você foi maltratado, isto não lhe dá o direito de maltratar outras pessoas, ou seja, isto não lhe dá permissão para ficar preso a ofensa. Um erro não justifica o outro. Portanto lhe convido a buscar hoje a cura, para o seu coração envenenado com a Ofensa.

Na bíblia em Apocalipse 3.14-20 é narrada uma carta escrita a uma Igreja chamada de Laudicéia. Esta Igreja se via como rica, abastarda e que não tinha necessidade de nada, mas Jesus mostrou aquela igreja a sua real situação, chamando-a de “infeliz, miserável, pobre, cego e nu”, eles haviam confundido o poder financeiro com o crescimento espiritual, e tal poder financeiro lhes fazia pensar que eles não possuíam nenhum problema, nada a resolver, ou seja, o orgulho ocultou a real situação de Laudicéia.

Muitos estão assim hoje, para eles está tudo bem, eles não sentem falta de nada, eles não se veem com ressentimento algum, eles não precisam perdoar ninguém e não precisam pedir perdão a ninguém. Jesus ensinou as pessoas que formavam aquela igreja como sair daquele engano: comprando o ouro de Deus e vendo a sua real condição.

Comprando Ouro

A primeira instrução foi para se livrarem do engano “de mim compres ouro refinado pelo fogo” Ap 3.18.   O ouro refinado é suave e flexível, isento de corrosão ou de outras substâncias. Somente quando o ouro é misturado com outras substâncias e que ele se torna duro e menos flexível. Podemos fazer um paralelo entre um coração puro e o ouro puro. Hb 3.13 diz que os corações são endurecidos pelo engano do pecado. Se não tratarmos uma ofensa, ela produzirá mais frutos do pecado, como ira, ressentimento e amargura. Isto retira a maciez e a sensibilidade de nosso coração fazendo com que não venhamos mais ouvir a voz de Deus.

Para se refinar o ouro, ele deve ser triturado e adicionado uma substância chamada de solvente, em seguida a mistura é colocada em um forno e derretidas a altas temperaturas. As impurezas são atraídas pelo solvente e sobem para superfície, enquanto que o ouro permanece no fundo. Agora vejamos o que Deus diz:   Is 48.10 :  Eis que te acrisolei, mas disso não resultou prata, provei-te na fornalha da aflição.   1Pe 1.7.Deus nos refina com aflições, provações e tribulações.

As aflições como fogo purificador

Estas situações são o fogo que separa as impurezas de nossas vidas. Em tempo de sucesso até um homem mau irá se enxergar como um homem bondoso e generoso. Mas com o calor das provações as impurezas vêm à tona.

Houve um período em minha vida de muita luta e provações, eu me tornei uma pessoa raivosa e agressiva, eu era áspera com as pessoas mais chegadas, a tal ponto que algumas delas chegaram a me evitar. Então orei Senhor, da onde vem toda esta raiva e aspereza, de onde vem esta falta de controle. E o Senhor falou comigo dizendo: – “do fundo do teu coração”, onde ninguém entra ou pode se aproximar. Mas agora eu estou colocando tudo isto para fora, para te fazer melhor meu filho.

Ore comigo:   “Senhor Jesus, reconheço que no meu coração a tanta mágoa, a tanta dor e tanto ressentimento, que com o passar tempo tem endurecido os meus sentimentos. Não consigo mas ver ninguém com um olhar de compaixão e amor. No meu entender apenas eu mereço pena ou compaixão. Mas este entendimento tem me matado aos poucos. Pois eu quero voltar amar, mas as pessoas que quero fogem da minha dureza de coração. Mas Senhor, quero o teu ouro, que está no fundo do meu coração. Quero teu Santo Espírito habitando em mim, retira com as tuas suaves mãos, todo o rancor, a fúria e tristeza que estão na superfície da minha alma agora, para que eu possa viver uma nova vida em ti. Amém.”  

Comprando colírio

O Segundo remédio é o colírio, a capacidade de assumir as suas mazelas. Não defendo uma visão negativa, mas se tratando de ofensa você precisa assumir que está ofendido, não adianta “tampar o sol com a peneira”, é necessário encarar os fatos. Mas muitas pessoas vivem enganadas, dizendo que está tudo bem, mas não está. Dizendo que o seu passado está resolvido, mas as lembranças ainda lhe fazem chorar. Dizendo que já superaram uma ofensa, mas ao encontrar “o ofensor” seu coração dispara devido a um sentimento de raiva, que os outros não percebem, mas aquela situação mexe com todo o teu corpo.

Peça colírio para Deus, para enxergar e encarar seus medos e mágoas. Pois depois de encarar a ofensa e perceber com a sua visão de que ela é real, só resta perdoar o ofensor.

Ore comigo Agora:   “Senhor Jesus Passe teu colírio em meus olhos para que veja a minha real situação, não quero mais esconder meus medos e ofensas, não quero mais viver uma vida de faz de conta. Por que agora eu enxergo toda a ofensa que um dia eu me alimentei e por Causa disso Clamo a ti, venha me ajudar, eu preciso de tua ajuda, que a tua mão poderosa, entre em meu coração e arranque pela raiz toda a amargura, agora. Eu tenho fé para acreditar que isto é possível, não guardo mas ressentimentos, não quero mais cobrar a dívida da ofensa de ninguém, pois eu quero viver em paz contigo, com as pessoas a minha volta e comigo mesmo. Amém”.  

Fé para Alcançar o milagre

Agora tenha fé que o milagre aconteceu. Eu acredito que é mais fácil tu dizeres a uma amoreira levanta-te e te lança ao mar e assim acontecer, do que tu dizeres a esta raiz de amargura, arranca-te e te lança para fora do meu coração. Mesmo sabendo que as raízes de amoreira são profundas e longas, muito difícil de serem arrancadas, talvez um guindaste pudesse fazer esta tarefa, mais para a raiz de amargura de um coração tal máquina seria totalmente impotente.

Então devemos pedir fé, precisamos pedir para a nossa fé seja aumentada para no mínimo se aproximar de um grão de mostarda, que é a semente de uma hortaliça grande, e esta fé será capaz de arrancar a planta do ressentimento com raiz de amargura e tudo, para vivermos em paz com todos e a santificação sem a qual ninguém verá a Deus.

Ore comigo agora:   Senhor Deus, dá-me fé para acreditar que é possível perdoar, faz-me entender que tu me capacita agora para absorver aqueles que me ofenderam. Que uma nova história começa na minha vida hoje, pois na força do Senhor, resolvi a perdoar a todos que me magoaram. No teu Filho. Amém.


Você gostou do texto? Para receber informação sobre os próximos textos, registre-se abaixo. 

 

Share this article

Comments

  • Marlene maria da costa
    outubro 17, 2016

    Preciso dr ajuda

  • VALDECI FERREIRA GOMES
    julho 5, 2016

    JOAZI PARABENS PELAS SUAS PALAVRAS SAO SABIAS.
    EU NAO O ENCONTREI POR ACASO , FOI OBRA DE DEUS , POIS ESTAVA TENTANDO BAIXAR A BIBLIA SAGRADA NO CELULAR E O ENCONTREI , MUITO OBRIGADO .

    • julho 29, 2016

      Valdeci, Obrigado pelo seu comentário, A cada dia precisamos nos livrar de nossas Raízes de Amargura e ressentimento para que elas não dominem o nosso coração.

  • Tânia dos Santos
    julho 1, 2016

    Obrigado Joazi

    Seus textos mim tem ajudado muito .

    • julho 29, 2016

      Tânia, fico muito feliz em ouvir os seus comentários. Palavras como a sua me dão força para continuar.

  • Eugenio Marchesi
    junho 7, 2016

    Excelente ler seus ensinamentos. Voce é um homem de Deus. Sou muito grato a Deus por ter te encontrado pela internet.

    • junho 8, 2016

      Eugênio, Obrigado por suas palavras, se inscreva no site que te enviarei outros artigos.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.