O Que é A Depressão?
Home / Geral /

O que é a Depressão?

O que é a Depressão?

Sofrer de Depressão é mais do que está angustiado. É mais do que simplesmente aquela tristeza que de vez em quando aparece em nossa caminhada. A depressão é uma experiência muito mais sombria e difícil.

Você Talvez sinta:

  • Pouca disposição.
  • Confusão mental.
  • Ansiedade e Nervosismo
  • Irritação ou Agitação
  • Baixa autoestima
  • Um sentimento de Inutilidade
  • Não tem perspectiva alguma para o futuro
  • Profunda culpa por atitudes e pensamentos errados
  • Aprofundamento no desespero.

Além disso, talvez você perceba:

  • Distúrbio no Padrão do seu sono.
  • Falta de Energia
  • Cansaço continuo
  • Dores e incômodos anormais
  • Alterações do apetite e peso
  • Dificuldade de se envolver em conversas
  • Medo de fazer amizades

Situações como esta deixa você infeliz e bem diferente da pessoa que normalmente você é. Você sabe que algo está errado com você, você quer mudar, você quer ser diferente, mas não consegui. E aí é que a experiência se torna tão dolorosa e desconcertante.

Logicamente que não é necessário apresentar todos estes sinais para estar deprimido – alguns deles já são suficientes para percebermos que estamos precisando de ajuda.

Certa vez recebi um email de uma gerente de vendas, que descreve muito bem o estado depressivo, veja o que ela dizia: “não tenho motivo para ser tão triste, mas minha vida perdeu o sentido, estou sempre mal humorada, as pessoas estão se afastando de mim, não consigo dormir direito e estou cansada de tudo, só tenho mesmo prazer em chorar, não quero mais ficar assim. Meu Deus o que eu faço para ser quem eu era? …”

Outro exemplo é de uma dona de casa depois do divórcio: “só penso em uma coisa o dia todo, porque ele fez isso, porque ele me largou e quanto mais eu penso, mas culpa eu sinto (…) ao ver meus filhos sem um pai, algo me diz a todo instante que eu não conseguir, que eu não tenho valor, que eu falhei e é ai que culpa aumenta ainda mais”.

Estas são descrições que demonstram muito bem um estado depressivo, onde a culpa e a falta de ânimo dominam a nossa mente.

caracteristicas

Características Gerais da Depressão:

Logicamente que em nossa caminhada enfrentamos momentos de tristeza e decepção, mas o fato de estarmos tristes não necessariamente quer dizer que estamos deprimidos. Quando estamos meio desanimados, às vezes dizemos que estamos deprimidos. Mas a verdade é que estamos apenas cansados ou aborrecidos com algo.

Porque a verdadeira depressão normalmente apresenta cinco características Gerais que de alguma forma estão correlacionadas, e estas características com o passar do tempo se tornam cada vez mais intensa. Veja cada uma delas a seguir:

  • Há constantemente uma sensação de vazio interior e desolação e não uma mera tristeza comum.
  • A pessoa se sente bastante esgotada fisicamente.
  • Seu senso de humor é afetado bruscamente, sendo substituído pela autocomiseração.
  • Perde-se completamente o domínio sobre os pensamentos e sentimentos e eles passam a ser negativos predominantemente, quanto ao futuro, quanto a si mesmo e quanto às pessoas que estão a sua volta.
  • Um forte desinteresse toma conta da pessoa, desinteresse por si próprio, pelo que há de melhor na vida e, por fim, em relação à esperança de futuro.

Estas são características Gerais da depressão que estão presentes em todas as condições depressivas. Existem outros sinais reconhecidos como os citados no início do texto, porém entendo que estas características acima expressam de forma decisiva a situação de uma pessoa com depressão. Portanto se você percebe uma das características acima na sua vida, você precisa de ajuda.

Dores-constantes-ranking-doencas-corporativo_ACRIMA20121031_0093_15

Causas Orgânicas da depressão:

A Depressão surge como reação a algo doloroso ou prejudicial, ocorrido conosco no presente ou no passado, este é o tipo mais comum de depressão. Mas muitas vezes não há causa psicológica ou espiritual óbvia para o surgimento da depressão, por se tratar de um fenômeno puramente médico, em parte ou no todo.

Isto aconteceu quando há uma desorganização da química do cérebro que afeta o estado de espírito e as emoções. E estas “desorganização” ou simplesmente mudanças sutis podem acontecer por causa de uma doença.

Embora os sintomas dessas mudanças sejam muito semelhantes às reações depressivas normais, é importante que a depressão endógena, como é conhecida este tipo de depressão, receba tratamento médico adequado. Porque nestes casos, não podemos simplesmente nos convencer que é possível vencer a depressão.

Lembro-me de outro email que recebi de um bancário que estava depressivo, ele me disse que já havia procurado conselheiros habilidosos, conversado com amigos confidentes e sábios e consultado inclusive psicólogos competentes, mas em nada adiantou.

Foi então que lhe disse que ele deveria procurar um médico, porque a depressão em muitos casos trata-se apenas de um distúrbio somático, tratado rapidamente com medicamentos. Mas ele dizia que nunca tomaria remédios controlados, que nunca iria ingerir remédios antidepressivos, que isto era coisa para doentes de hospício, que ele era normal, que estava apenas precisando de ajuda espiritual.

Então fui muito taxativo com ele, sem perder a compaixão, que eu só iria poder lhe ajudar se ele procurasse ajuda médica. Ele continuou relutando, mas por sorte ele conseguiu um médico muito habilidoso que lhe explicou que alguns tipos de depressão são doenças em si, como qualquer outra e que precisam ser tratadas com medicamentos.

Ele acabou aceitando o tratamento, mesmo duvidando da eficácia e hoje ele é um bancário bem sucedido, com uma vida plena, sem resquício daquela depressão.

1279426826_105771675_1-Fotos-de--Frases-da-Alma

Existe mais do que aspecto físico.

Como mostrado acima, a depressão pode ser provocada por elementos endógenos ou físicos, mas também existem elementos psicológicos, espirituais e existenciais nas condições e doenças depressivas. Na verdade é um erro em todos os casos confiar magicamente nas drogas tranquilizantes, indutores de sono e antidepressivos sem considerar a necessidade de governar as emoções, reavaliar o estilo de vida, redimir as culpas, se livrar de traumas e lidar com as verdadeiras raízes da depressão.

Isolamento, a reação mais comum.

Diante da depressão as pessoas se comportam das mais variadas formas possíveis, mas uma coisa é certa, nenhuma delas acha tal experiência agradável, a verdade é que a depressão acaba por ser uma experiência amarga em todos os sentidos.

Mas normalmente as pessoas com depressão se isolam, tem medo de encarar a realidade, de compartilhar suas dores e traumas. Elas pensam que são as únicas do mundo a sofrer disso. E o pior é que muitas pessoas acreditam que a partir daquele momento elas viverão assim pelo resto de suas existências.

Elas ao se lembrar do passado, conseguem trazer apenas lembranças tristes e a perspectiva para o futuro é de mais tristeza. E uma culpa enorme acaba por esmagar suas almas.

Às vezes as pessoas acham que o seu caso é muito mais grave, que ela já foi depressiva há dois anos atrás, agora ela se imagina como uma pessoa maluca que não pode compartilhar seus medos, caso contrário ela será internada em um sanatório. E ai que a SOLIDÃO domina a situação, isolando cada vez mais esta pessoa.

1

Por fim, tem pessoas que se acham um fracasso em pessoa, não são capazes de ter um relacionamento sadio com ninguém e a cada decepção em um relacionamento, são tomadas por um sentimento de culpa que lhes diz que elas não podem mais se relacionar com ninguém. E esta culpa tortura a alma e normalmente esta pessoa se isola ainda mais.

Os casos acima podem até parecer à pura realidade, para você ou para alguém depressivo, mas a verdade é que os fatos reais revelam uma história bastante diferente. Milhões de pessoas boas, habilidosas, talentosas e saudáveis caem em depressão em certa época de suas vidas. Se este é o seu caso no momento, saiba que você não está sozinho, e muito pode ser feito para ajuda-lo.

Quero lhe dizer que você não é a única pessoa a passar por isso, inclusive eu já me vi nesta situação e venci. Não tenha vergonha em está enfrentando a depressão,  não tenha vergonha em dizer que você precisa de ajuda. Você precisa sair do isolamento.

Portanto converse com amigos de confiança, profissionais capacitados e principalmente aprenda com a experiência de outros que enfrentaram esta situação e venceram. Porque se muitos venceram, você tranquilamente, também pode vencer.

Caso Você queira escreva para mim, compartilhando um pouco da sua dor e da sua história, terei o maior prazer em ler a sua história. Não se preocupe quanto ao seu conteúdo, pois ele será mantido no absolto sigilo. E na medida do possível irei lhe responder.

Um forte abraço.

Na Paz,

Joazi.

Gostou deste artigo. Coloque então o seu E-mail abaixo e seja informados de novos artigos e novidades do Site Atitudes de Poder (é grátis)! Além disso, você pode falar comigo.

Share this article

Comments

  • Crispina lima
    outubro 19, 2016

    Obrigado por disponibilizar seu livro para que todos leia ele é uma autoajuda para os que estão passado por dificuldades de compreender a doença e a cura .HÁ muitos anos como doença da alma não entendo o porque de tanta dor,tristeza, angústias, insónia…compartilha sua história seu livro faz nos sentir dinte de um amigo que compreende nossa dor nossa tristeza ansiedade angústias. Gostaria muito de ler as outras atividades e receber e-mail falando como você venceu está doença terrível.

    • outubro 21, 2016

      Crispina, obrigado por suas palavras e por ler o meu livro, querida, estarei enviando via e-mails para você outros conteúdos, fique atenta.

  • outubro 1, 2016

    Muito obrigado amigo! Que Deus te abençoando sempre.

    • outubro 21, 2016

      Valeu Medeiros, fico muito feliz em poder ajudar.

  • Anônimo
    junho 17, 2016

    Obrigada pelas mensagens, sempre são bem vindas e cheia de otimismo. Grata

    • junho 22, 2016

      Obrigado pelo comentário, fico muito feliz em poder ajudar

  • Vera Moraes
    maio 27, 2016

    Muuuiito obrigada Joazis néh!? Fico feliz de estar recebendo suas dicas., espero seu artigo sobre harmonização cerebral cardíaca ., e você e um amor de pessoa.

    • junho 8, 2016

      Vera, fico muito feliz em poder lhe ajudar, quanto ao artigo, estou concluindo, logo estarei postando.

  • Italoibe Anselmo lisboa
    maio 25, 2016

    Muito esclarecedor este texto sobre à depressão, tentei várias vezes expressar os sintomas que a mesma causa em um indivíduo depressivo. Sofro com isto uns 5 anos, só sei que é horrível quando deparo com a crise. São poucos os momentos de lucidez, a única coisa que me resta é pegar em Deus nestes momentos difícil e com isto vou superando o dia a dia. Nunca pensei em desistir, pelo contrário, sei que a solução pra tudo neste mundo. Portanto continuo em busca da cura fazendo meus tratamento.

    • maio 27, 2016

      Lisboa, parabéns pela determinação em buscar a cura.

  • Vera Moraes
    maio 23, 2016

    Joazi., oque será que acontece comigo., estou procurando ser forte , sai p fora respiro muito e me parece algo ruim que vai acontecer, me oriente por favor, oque venha ser isto!?

    • maio 27, 2016

      Vera, por estes dias estarei escrevendo um artigo sobre harmonização cerebral-cardíaca, eu vou um e-mail para você informando. É um exercício poderoso para melhora dos sintomas da depressão.

  • Vera Moraes
    maio 23, 2016

    Ooi joazi, tudo bem , muito obrigado por esta força que muitas pessoas precisam! Joazi eu tbem sempre tive excesso de responsabilidade pela família., e estou com 64anos hoje minha, tenho duas irmãs com este problema que sofre muito a família não entende e não ajudan, acabei ficando com estes problema delas p cuidar e fiquei muito nervosa estressado com isto já estou tendo medo e um sintoma de aperto no peito, enjôo que parece subir tudo p cabeça um mal estar que parece que vou desmaiar,

    • maio 27, 2016

      Vera, obrigado por suas palavras e por ler o meu blog. Agora no mês de maio atendi uma mãe. A grande questão era uma pressão incrível que ela carregava sobre os seus ombros. Ela se culpava pelo fracasso de um filho, ela queria participar mais ativamente na educação dos netos. Sabe sobre ela havia uma pressão imensa. E isso estava ocasionando palpitações e tremores. A pergunta é: como vencer estes pensamentos, como se dar conta de que não podemos carregar tanta responsabilidade?

  • março 6, 2016

    Seu texto e bastante esclarecedor e passa a mensagem que tudo pode ser superado. Estou neste processo e me vejo melhorando vagarosamente mas tenho esperança que superarem. Obrigado pelas mensagens e pelo apoio através deste texto e das experiências relatadas.

    • março 6, 2016

      Ricardo, obrigado pelos comentários, querido se você ainda se inscreveu, inscreva-se no site, que encaminharei para você novos textos.

  • Priscila lorrane
    fevereiro 28, 2016

    Oi tudo bem? Meu nome e Priscila pois eh eu ando numa tristeza danada e acho q estou no começo e já falei para meu esposo me levar ao medico mas ele diz q isso q estou sentindo é priguiça n sei o q fazer. Ando Nervosa de mais e nessa história é minha BB q sofre. O q fazer?

    • fevereiro 29, 2016

      Priscila, inscreva-se no site e mande um e-mail para mim, dei uma lida no meu e-book grátis: Como vencer a Tristeza e a Depressão. Minha irmã, nestas horas são poucas pessoas que nos entendem, mas o que você está passando é algo sério. Baixe o livro e estarei enviando outros e-mails para você.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.