Suicídio, Veja Uma História Surpreendente de Cura.
Home / Geral /

Suicídio, Veja Uma História Surpreendente de Cura.

Suicídio, Veja Uma História Surpreendente de Cura.

Alguém alguma vez já lhe disse assim: “minha vida não tem mais sentido”; “eu quero é morrer”; “um dia eu acabo com minha de vida de vez”, ou “ele vai me pagar, quando ele souber da loucura que eu vou fazer, ele vai se arrepender pelo resto da sua vida”.

A pessoa pode até falar em um tom de brincadeira, mas leve bastante a sério qualquer comentário deste tipo.

Um dia eu conheci a história de Julia (nome fictício para preservar a identidade do meu leitor), que me fez ver como é importante está atento a comentários que invocam morte e suicídio.

Julia era uma excelente dona de casa, realizada em seu casamento, tinha dois filhos lindos e maravilhosos, seu esposo era tão romântico, de vez em quando ela era surpreendida com flores, bombons e um lindo par de roupa.

Ela se sentia tão segura nos braços de seu esposo, que qualquer pensamento de separação nunca havia lhe passado pela mente. Seus sogros eram também um casal maravilhoso e ao ver todo o amor que existia entre eles, dava uma segurança ainda maior, que também o seu casamento duraria por muitos e muitos anos.

foto 02

Seu Mundo Desabou

Quando sua vida era boa de mais para ser verdade, seu esposo lhe disse que tinha outra e estava decidido a morar com ela, pediu apenas mais dois dias de tolerância, para que ele viesse buscar todas as suas coisas.

Seu mundo desabou, um sentimento de luto tomou conta dela, uma sensação de que algo havia morrido, ela não sabia o que era, havia uma grande confusão mental, ela quase não conseguia discernir entre o que era real e o que era fantasia.

Os pais do seu esposo, não aceitava a separação, estavam do lado dela, mas um dia eles vieram a visitar e a viram jogadas num quarto escuro, as crianças choravam desesperadamente e ela estava imóvel diante de toda aquela situação.

Então eles resolveram pedir a guarda das crianças provisoriamente, enquanto ela se recuperava do seu colapso nervoso.

Foi quando ela escreveu para mim,

O assunto da sua mensagem era: “Socorro !!! Preciso de ajuda, senão vou morrer”. O interessante foi que esta mensagem chegou à minha caixa de entrada no momento que eu estava na frente do computador checando meus e-mails.

Normalmente levo muito a sério este tipo de e-mail, pois conforme pesquisa feita nos Estados Unidos, hoje cerca de 70 por cento dos suicídios é cometido por pessoas clinicamente depressivas. Por isso, você também não pode se descuidar que de qualquer menção de suicídio, feita por uma pessoa próxima de você, ainda que seja, no seu modo de ver, apenas um modo da pessoa chamar a atenção. Para se ter ideia da gravidade do problema, depois de acidentes de carro, o suicídio é a causa mais frequente de morte entre rapazes, segundo pesquisa americana.

Um estudo chega a sugeri que 10 por cento dos pacientes hospitalizados por depressão aguda acabam se matando.

Quando a pessoa menciona morte em sua fala, pode ser um último grito de socorro proferido por esta pessoa.

foto 03

Um Pedido de Ajuda…

Voltando ao e-mail de Julia, ela me disse que havia lido o meu livro, mas que o seu problema não estava no passado, mais que ele era muito presente. Seu esposo lhe abandonou; seus filhos foram arrancados dela e; ela não tinha renda alguma, pois dependia totalmente do seu esposo, além do que, ela não possuía estrutura psicológica para trabalhar naquele momento.

Ela completou a mensagem dizendo que não enxergava nenhuma saída para ela, que a sua vida não tinha mais sentido e que naquele momento só lhe restava à morte.

Imediatamente lhe respondi, disse que ela era especial, pois todos os dias recebo em média 12 e-mails, apesar de procurar responder a todos eles, normalmente demora, pois desenvolvo outras atividades. Mas o seu e-mail havia chegado naquele momento e naquele momento eu já havia respondido, pedir a ela, para me responder imediatamente, porque eu iria ficar na frente do computador esperando a sua resposta.

Sendo que no e-mail que escrevi, pedir para ela contar um pouco da sua história e como começou tudo aquilo, foi quando ela contou à história que narrei acima e terminou o seu e-mail falando de morte novamente.

Imediatamente lhe escrevi mais uma vez, disse que estava muito preocupado com ela, pois suas palavras estavam cheirando a morte e por fim, fiz uma pergunta direta a ela, dizendo: você quer viver? Ou vou você não aguenta mais a sua vida e quer realmente morrer?

Ela rapidamente me respondeu: “eu quero viver, mas a minha vida e tudo mais a minha volta, mostra que não dá mais viver. Eu quero continuar, mas estou sendo obrigada a sair deste mundo (…)”.

Imediatamente lhe respondi, dizendo:

 

Querida Júlia,

Você pode dá uma resposta diferente diante de tudo isso que você está passando.

A decisão é sua, logo a responsabilidade é sua por qualquer atitude que você venha tomar.

Você que decide o quanto toda esta situação pode lhe afetar.

Você está tentando fugir da responsabilidade da sua vida, você está tentando culpar alguém pela sua morte, você está dizendo que está sendo forçada a fazer isso por alguém. Que na verdade você quer viver. Então lhe digo: VIVA.

Você quer viver, sua alma quer voltar a sorrir, seu espírito pede um pouco de água para superar este tormento. Você quer viver e quero te dizer que você pode viver.

Tire agora a vida das mãos de seu esposo. Nos seus pensamentos, você só pode ser feliz novamente, se ele voltar para a sua casa, se ele voltar a demonstrar amor e carinho para com você, mas você não tem nenhum poder sobre ele. Você não pode muda-lo, mas você pode mudar a você mesmo.

Deixe de querer mudar o mundo para você poder mudar de atitude e voltar a ser feliz. Mude apenas você e imediatamente você perceberá que não há necessidade de mudar nada mais.

foto4

Sem Força Para Reagir

Então me despedir e pedir para ela continuar se comunicando comigo,

Imediatamente recebi outro e-mail, nele ela me disse:

Entendi agora o que está acontecendo comigo, mas não tenho força para reagir de forma diferente, não consigo enxergar nada de bom na minha vida. Eu só consigo entender que daqui pra frente minha vida vai ser cada vez pior.

Então sentei novamente na minha cadeira e lhe escrevi.

 

Julia, antes de tudo isso acontecer, você tinha uma autoestima nas alturas, você se achava bonita e atraente, tinha um esposo que toda mulher gostaria de ter. Não é verdade? Você não fazia planos para os seus filhos, visando o melhor futuro possível para cada um deles? Você tinha pensamentos positivos e saudáveis?

Comece por ai, você pode escolher seus pensamentos, você pode escolher suas atitudes, portanto escolha novos pensamentos.

Bíblia diz assim: Diga o fraco eu sou forte.

Foi não imagina como foi importante, você se fazer conhecida neste momento de agonia, você não imagina como foi importante você colocar amostra toda a sua fraqueza, neste momento de dor. Há muita força em assumir a sua fraqueza.

O problema está quando alguém se considera forte, quando alguém diz que não precisa de ajuda, que não precisa compartilhar sua dor com ninguém. E que a todo tempo grita eu sou forte. Mas na verdade ele é um alguém extremamente necessitado que se arrastar pelo chão tentando levantar.

Mas quando alguém assume a sua fraqueza a palavra profética tem um poder imenso sobre a sua vida. Basta agora o fraco dizer: EU SOU FORTE.

Mesmo que tudo a tua volta grite dizendo que você é um pobre coitado sem força para caminhar, volte e repita em alto e bom som: EU SOU FORTE.

Quando os pensamentos de desprezo e vergonhe te lembrarem que você foi abandonada e esquecida, diga bem alto, com um sorriso no rosto: Poiser, EU SOU FORTE. Eu aguento, eu venço, tem algo melhor para mim.

Viva em cima desta promessa e acredite fielmente nesta promessa. Coloque esta verdade em prática, passe a pensar assim, Eu sou forte.

Fale como o Apóstolo Paulo: Tudo posso naquele que me fortalece.

Se imagine brincando novamente com os teus filhos. Pois toda esta situação não conseguiu te vencer, por quê? EU SOU FORTE (diga).

Agora, para completar o teu milagre, faça a seguinte oração comigo:

Senhor Jesus, Venho a ti nesta tarde, pedir força para abrir a minha boca e dizer: Eu sou forte.

Hoje eu reconheci minha fraqueza e percebo que preciso de ajuda para aceitar toda esta provação que de repente veio sobre a minha vida.

Eu preciso de força para declarar que eu sou forte.

Que neste momento o teu Santo e Doce Espírito venha sobre mim, acalmando a minha alma, para que o meu coração possa descansar, ao som de uma canção de amor pela vida que tu me deste, que acaba ninando todos os meu pensamentos.

Como é bom descansar em ti e saber que em meio a toda esta escuridão, que está a minha volta, tu tens cuidado de mim.

Agora tenho força suficiente para dizer que eu sou forte, por isso já venci esta batalha.

Em nome de Jesus,

 

Amém…

foto06

A Cura

Ela não me respondeu este e-mail imediatamente, mas não fiquei preocupado mais com a integridade física da Júlia, pois sabia que agora ela estava bem. Lembro que era por volta das 16h30 que lhe enviei este último e-mail, lógico que havia uns erros de digitação, no e-mail original devido à pressa, mas havia uma paz dentro de mim dizendo que estava tudo bem.

Júlia só veio me responder no outro dia, com um grande e-mail, ela me disse, que a cada palavra do último e-mail lágrimas brotavam da sua alma, era como se uma força surgisse no seu coração, a cada vez que ela abria a boca e dizia: EU SOU FORTE.

Foi quando ela foi surpreendida com a oração no E-mail, ela disse que fazia muito tempo que ela não orava, pois ela já havia tentado o suicídio sem sucesso, tomando de um só vez uma pilha de comprimido, porém ela não sabe dizer como, mas no outro dia ela acordou no seu vomito, ela havia colocado para fora todos aqueles comprimidos.

Devido a isso, ela ficou com vergonha de Deus, mas naquele momento ela sentia uma força muito grande tomando conta do seu peito, que ela leu aquela oração com todo o seu ser. E ela não se lembra em ter dito amém. Quando ela deu por si, já era um novo dia, ela havia dormido aquele resto de tarde, à noite toda e um pedaço da manhã seguinte.

Ela acordou feliz, com uma paz em cada gesto que ela fazia, era como se tudo estivesse mais leve, o seu passado não importava mais, o que ela queria era poder abraçar os seus filhos, imediatamente ela tomou um belo banho e saiu sorrindo para o sol.

Ainda mantenho contato com Júlia, não gostaria de entrar mais em nenhum detalhe da sua vida, eu gostaria apenas de acrescentar que ela já está cuidando dos seus filhos. E que “ela é uma mulher muito forte!”

Por fim, esta história também nos traz um alerta com relação à tentativa de suicídio – também conhecida como parassuicídio – estas pessoas querem ajuda, querem amigos, querem conselheiros, que não as julguem, mas que estenda a mão para dizer: “Você não está sozinha, você tem um amigo, eu vou lhe ajudar a viver estes momentos de crise, eu lhe darei sempre que você precisar meu ombro para você chorar”.

A verdade, é que o motivo por trás do parassuicídio pode ser o desejo de romper com o estresse opressivo, um pedido de socorro e, algumas vezes, simplesmente chamar atenção dos outros, ou magoar alguém que lhe magoou. Quem tenta este tipo de suicídio, pode acabar tirando a própria vida, e, muitas vezes sem querer de verdade.

Tem vezes que a pessoa talvez nem mesmo mencione o desejo de se matar, ou deixe claro suas intenções. Mas ela pode deixar indicações não verbais de que algo está errado. Se de repente, a pessoa mostrar interesse em acertar os negócios pessoais, ou começar a acumular medicamentos ou bebidas alcoólicas, ou outros itens que pode ser usados para acabar com a vida, é hora de entrar em Ação. E faça isso imediatamente, seja um instrumento de Deus para salvar vidas.

Por hoje é só, Até a próxima, deixe abaixo os seus comentários sobre este artigo, também compartilhe este texto, você poderá está ajudando muitas pessoas em crise, ou até mesmo, salvar vidas. Clique no botão abaixo e compartilhe este artigo com alguém. Porque “Quem salva uma vida, Sábio é”.

Share this article

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.